quarta-feira, julho 05, 2006

Ausencia...

Ha ainda o som dos teus passos
O corredor que range
A porta que se fecha
O som do elevador
A chegar a rua.

Ha ainda o perfume que usas
A flutuar na casa
O cinzeiro onde largas
O rasto dos cigarros proibidos
O copo com uisque
Largado a meio

Ha ainda o jornal aberto
Na folha dos cinemas
Mas nenhum come?ava
A hora que qeriamos
E por isso fomos enchendo a noite
Com palavras que nao sentiamos

Ha ainda o disco
Que nao acabast de ouvir
O livro que te emprestei
E hoje me devolveste
Sem que o tivesses aberto

Ha ainda a noite la fora
O telefone onde ja nao espero
A tua voz

E a palavra ADEUS
A rebentar de todos os cantos da sala....

2 comentários:

Sokinhas disse...

Mam?. Que poema t?o triste!!!
Se est?s triste, n?o estejas!A vida n?o merece a nossa tristeza!Somos boas demis para isso :p

beijokas gands

Isa disse...

Minina!Tens aki escrito coisas mt lindas.Mas pk so falam de tristeza,d dor,d uma partida?!
Outrora dixeram-m xto:atraves de tds as coisas k axamos impossiveis existe uma luz k nos faz ter esperança e atraves dela lutamos para ter algo k desejamos.
Nca desistas...
Beixinhux e um xi mt apertadinho